10 dicas para sobreviver à crise

A chegada do novo Coronavírus ao Brasil, tem lançado um desafio extra para as empresas. As drásticas medidas de isolamento social para prevenir a propagação da doença Covid-19, têm alterado as formas de produção e consumo de várias cadeias de negócios.
Diversas empresas têm suspendido suas operações e alterado o expediente. Mas como sobreviver sem o faturamento que já estava planejado? Segundo diversos especialistas, é possível sair da crise sem “quebrar”, mas para isso é preciso muito planejamento – dica que é útil do micro ao grande empresário.
O SEBRAE destaca que a primeira medida a ser tomada é fazer o levantamento de todas as despesas e receitas dos próximos meses.
É importante separar os valores por tipo de despesa, priorizar os gastos fixos e enxugar os variáveis. Quando se conhece o que você vai precisar gastar, fica mais fácil renegociar o pagamento de aluguéis e fornecedores, por exemplo.
Separamos para você 10 dicas para esse momento critico do Brasil, confira abaixo:

  1. – Projetar receitas e despesas dos próximos meses se possível, deve-se separar as despesas por tipo de gasto. Assim, será possível saber quanto vai ser preciso gastar com cada despesa e quanto dinheiro será preciso para manter o negócio pelos próximos meses
  2. – Tentar reduzir os custos em tempos de baixa arrecadação, a primeira medida é reduzir os custos – tentar renegociar contratos de aluguel, contratos com empresas terceirizadas, diminuir a conta de energia, entre outras medidas para controlar o caixa;
  3. – Impostos e salários: O governo federal adiou o pagamento do Simples para pequenas empresas – isso já pode dar uma folga nos próximos três meses. Além disso, o já foi anunciado que o governo vai permitir que as empresas cortem a jornada e o salário dos empregados pela metade;
  4. – Antecipar férias sem conseguir produzir, e também para evitar o contágio entre os empregados, empresas estão antecipando férias e dando férias coletivas aos trabalhadores;
  5. – Utilizar banco de horas caso a empresa não tenha como continuar com suas atividades, a empresa pode acordar com o sindicato a criação de um banco de horas. O período sem trabalhar poderá ser compensado quando a empresa retomar as atividades;
  6. – Buscar crédito barato em diversos bancos que oferecem crédito em modalidades diferenciadas para que empresas consigam superar a crise;
  7. – Abrir canais de vendas online desde que respeitados os critérios de higiene e de controle do coronavírus, empresas podem seguir entregando seus produtos aos clientes por meio do sistema delivery e mantendo as vendas por Instagram e até WhatsApp;
  8. – Fazer promoções em um período de baixo consumo e vender os produtos que já estão há muito tempo em estoque. Também deve-se avaliar a possibilidade de diversificar o negócio aumentando o mix de produtos;
  9. – Empresas de serviços podem utilizar as redes sociais para manter os contados com os clientes. Um personal trainer, por exemplo, pode passar séries de exercícios utilizando apenas o peso do corpo dos alunos, ou empresas de consultoria podem oferecer serviços, atendendo online seus clientes;
  10. – Buscar capacitação, pois logo a situação melhora e os empreendedores mais capacitados terão condições de sair na frente e se reerguer mais rapidamente.

Neste momento crítico é preciso ser criativo nas estratégias para continuar em frente. Sua empresa, independente do tamanho, não precisa se afundar. Solicite agora uma consultoria em nossos canais de atendimento e garanta o sucesso do seu negócio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *